Engenheiro publica livro sobre Água e Saúde

Compartilhe!

Com o agravamento da crise hídrica em todo o País e com a necessidade cada vez maior do consumo racional da água, o livro pretende colaborar para a adoção de boas práticas em relação a esse precioso recurso natural e finito.

“Abastecimento de Água e (é) Saúde” foi produzido pelo Prof. Dr. José Carlos Simões Florençano. Ele foi professor universitário por 33 anos e atua como engenheiro do Grupo de Vigilância Sanitária da Secretaria Estadual de Saúde de São Paulo.

Capa do Livro

“Esse livro reúne artigos técnicos, resumos de aulas e pesquisas desenvolvidas ao longo da minha vida profissional”, afirma o especialista em Engenharia Sanitária, que levou cerca de 10 meses para a preparação do material.

Segundo o Prof. Florençano, seu livro de 80 páginas traz informações de forma simplificada, de fácil leitura, unindo os importantes temas Água e Saúde. “É uma leitura light. Não é um livro só para engenheiros. Busquei cruzar os dados, realizando um passeio histórico sobre a evolução do abastecimento de água, desde a antiguidade, com os aquedutos construídos pelos romanos, procurando sempre demonstrar a relação direta existente entre a qualidade da água e a saúde da população”.

Entre os indicadores de saúde coletados pelo pesquisador estão as taxas de mortalidade infantil. “Sabemos, também, que 80% das doenças são veiculadas através da água e a própria FUNASA – Fundação Nacional de Saúde (do Ministério da Saúde) informa que, para cada real investido em saneamento (saúde preventiva) se economiza até quatro reais na saúde (corretiva)”, complementa o professor.

Em relação à escassez, Florençano dedicou um dos capítulos para lembrar que a água é um recurso natural e finito, porém renovável. “Por isso ela, embora finita, não acaba. A quantidade de água existente na Terra (nos estados líquido, sólido e gasoso) não se altera desde a sua criação há 4,5 bilhões de anos, e a água que utilizamos hoje é a mesma que dinossauros já usavam, pois ela sempre vem se renovando através do fantástico (motor natural) Ciclo Hidrológico, que é alimentado pela energia do sol. Na verdade, o que está acabando é a água provenientes de mananciais limpos e despoluídos”.

O livro foi recém publicado pela Editora e Livraria Cabral Universitária. Maiores informações você encontra aqui e na sede da Associação dos Engenheiros e Arquitetos de Taubaté, situada à Av. Santa Luiza de Marillac, 1347 – Vila São José, Taubaté – SP, 12070-350. Tel. (12) 3632-5484.

JOSÉ CARLOS SIMÕES FLORENÇANO. Engenheiro Civil, com estágio profissional na Université de Paris – Sorbonne. Especialista em Engenharia Sanitária e em Saúde Pública. Mestre e Doutor em Ciências Ambientais. Membro do Comitê das Bacias Hidrográficas do Rio Paraíba do Sul, Professor da UNITAU – Universidade de Taubaté/SP e Engenheiro do GVS – Grupo de Vigilância Sanitária XXXIII, da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo.

Desenvolvido por Ative Comunicação